• sábado, 17 de setembro de 2011

    Arquidiocese realiza fórum social

    No domingo, 11 de setembro, a Arquidiocese de Pouso Alegre promoveu seu 1º Fórum Social, com o tema “A fé transformando a vida no planeta”. O evento, realizado no Salão Nobre da Faculdade de Direito do Sul de Minas, em Pouso Alegre (MG), reuniu mais de 300 pessoas, entre agentes de pastorais do campo social, e militantes de movimentos sociais, redes e fóruns. A assessoria contou com a participação de Pe. Nelito Dornellas, do Setor do Mutirão de Combate à Fome, da Comissão Caridade, Justiça e Paz, da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB).
    Durante o fórum, os participantes rezaram, refletiram e levantaram propostas de ação, a partir dos temas que foram debatidos em “salas temáticas”: educação, saúde, violência, segurança, economia solidária, fome, agricultura, meio ambiente, política, drogas. Cada “sala temática” contou com a coordenação e moderação de sacerdotes, leigos e leigas envolvidos em questões sociais. Para outro integrante da Comissão, Pe. Ivan Paulo, “a doação de cada um somada com a disponibilidade foram centrais para o bom êxito do fórum”.
    Diante das apresentações dos grupos, o assessor salientou dois temas importantes para se compreender os outros que foram debatidos: o da fome e miséria e as mudanças climáticas. Segundo Pe. Nelito, citando Josué de Castro, a fome se combate com a produção e acesso aos alimentos, já a miséria só é possível ser combatida com políticas públicas. De outro lado, o modelo de desenvolvimento adotado pela maior parte dos países industrializados, desde a Revolução Industrial, tanto gera a fome e a miséria, como é o responsável por grande parte das mudanças climáticas no planeta. Salientou a importância dos cristãos e cristãs se organizarem para buscar transformações que possam possibilitar a continuidade da vida na Terra.
    O Fórum Social foi coordenado pela Comissão do Compromisso Sociotransformador, integrante da organização pastoral arquidiocesana, junto ao Projeto Pastoral “Formamos a Igreja Viva”, que tem como eixos: Comunidade e Missão; Família e Juventude nas suas diversidades, e Compromisso Sociotransformador. O coordenador da Comissão, Pe. Luis César Moraes foi o responsável pela coordenação geral do evento. Para ele, o fórum superou as expectativas. “Acredito termos realizado, com a graça e bondade de Deus, o que nos propusemos e acredito que Deus superou nossas expectativas”, salientou o padre.
    Suzana Coutinho
    suzana.coutinho@uol.com.br

    Reações:

    0 comentários:

    Postar um comentário