• quarta-feira, 17 de junho de 2009

    Corpo do padre Gisley será sepultado em Morrinhos

    Uma missa às 7h nesta quarta-feira, 17, na Igreja de Santa Cruz e Santa Edwiges (W 5 Sul, Quadra 905), em Brasília, homenageará o padre Gisley Azevedo Gomes, 31, encontrado morto nesta terça-feira, 16, nas proximidades de Brazlândia, cidade satélite de Brasília (DF). A missa terá a participação dos bispos do Conselho Permanente e dos assessores da CNBB, que se encontram reunidos na sede da Conferência. Após a missa, o corpo segue para a cidade de Morrinhos (GO) onde será sepultado, possivelmente no final da tarde, segundo informações da família. Segundo a polícia que investiga o caso, padre Gisley levou um tiro no rosto e dois na cabeça. O seu carro foi encontrado pela polícia na noite de ontem. Foram presos quatro suspeitos e dois deles já confirmaram participação no latrocínio. O religioso estava desaparecido desde ontem pela manhã. Terminada a missa, o secretário geral da CNBB, dom Dimas Lara Barbosa, e o provincial da Congregação dos Sagrados Estigmas, padre Eriberto Xavier dos Santos, darão uma entrevista coletiva na paróquia onde será realizada a celebração. Padre Gisley era assessor nacional do Setor Juventude da CNBB há pouco mais de dois anos. Natural de Morrinhos (GO), o religioso era filho de Sebastião Azevedo Gomes e Sebastiana Maria Gomes. Ele fez sua profissão religiosa pela Congregação dos Sagrados Estigmas de Nosso Senhor Jesus Cristo (Estigmatinos) em 23 de janeiro de 2004 e foi ordenado padre em 29 de maio de 2005. fonte: CNBB

    Reações:

    0 comentários:

    Postar um comentário