• sexta-feira, 10 de setembro de 2010

    Segundo dia do Congresso reflete desafios da realidade juvenil

    Em Los Teques – Venezuela, o segundo dia do 3º Congresso Latino Americano de Jovens inicia com a oração do Ofício Divino da Juventude.Na sequencia aconteceu a abertura oficial, com falas do Mons. Ubaldo Santana (presidente da Conferência Episcopal Venezuelana), Mons. Mariano Parra (bispo responsável pela Seção Juventude do CELAM), Pe Augusto Rios (secretário executivo da Seção Juventude do CELAM), dentre outros. Além disso, foi exibida a mensagem em vídeo que o papa Bento XVI gravou especialmente para o 3º Congresso.
    Em seguida, retomou-se a história da Pastoral Juvenil Latino Americana desde o 1º Congresso Latino Americano (1991) até agora.

    Discussão dos desafios da realidade
    Durante parte da manhã e parte da tarde, os 700 delegados foram distribuídos em 30 grupos de trabalho, para eleger os principais desafios da realidade juvenil, a partir de 5 grandes temas: culturas juvenis, estruturas sociais, ecologia & desenvolvimento sustentável, espiritualidade e tecnologias.
    Os debates aconteceram a partir da síntese das discussões ocorridas em âmbito virtual durante este ano (que teve contribuição de jovens de toda a América Latina).
    Em seguida, em 5 sub-plenárias (uma para cada tema), buscou-se formar um consenso dos desafios debatidos pelos grupos. Cada sub-plenária elegeu 3 desafios que a realidade traz.

    Missa e noite cultural
    Pela noite, houve celebração eucarística, organizada pelas delegações do Cone Sul: Brasil, Argentina, Chile, Uruguai e Paraguai. A homilia foi feita pelo bispo responsável pelo Setor Juventude da CNBB, dom Eduardo Pinheiro. Ele destacou que, a exemplo de Jesus, devemos dizer ao jovem: levanta-te, fica aqui no meio, estende a tua mão.
    Encerrando o 2º dia, a “noite latino-americana” teve apresentação dos países do Cone Sul.
    Na apresentação brasileira, por meio de vídeo, poesia, músicas e danças, os delegados trouxeram presente diferentes expressões culturais e artísticas de nosso país.

    Delegação brasileira

    O Brasil está representado por 54 delegados, entre jovens, padres, bispos e religiosos/as. Dois deles estão colaborando na coordenação e secretaria de grupos: Luis Duarte (PJ) e Janaína da Silva César (RCC).
    Além destes, 3 brasileiros estão colaborando na coordenação geral do Congresso: Carmem Lúcia Teixeira (assessoria metodológica), Pe Hilário Dick (assessoria temática) e Pe “Mirim” - Laudemiro Borges (coordenação litúrgica).

    Reações:

    0 comentários:

    Postar um comentário